14 dicas para você manter a voz saudável

14 dicas para você manter a voz saudável

Os sons que emitimos pela boca revelam muito sobre o estado do organismo. Entre os problemas mais recorrentes estão nódulos, cistos, hemorragias e laringite.

A voz é produzida na laringe através da vibração das pregas vocais (popularmente conhecidas como cordas vocais), que realizam seu movimento graças ao fluxo de ar que vem dos pulmões na expiração e a ação dos músculos da laringe. Este som vai se modificando na faringe, cavidade bucal, nasal e seios da face. Por fim, é articulado transformando-se em fala.

Mas como anda a saúde da sua voz? Cuidados básicos com a voz ajudam na preservação de possíveis alterações e doenças vocais e devem ser seguidos por todos, principalmente por quem a utiliza como ferramenta de trabalho. Para ter uma boa voz é necessário mantê-la saudável, sendo clara, limpa, emitida sem esforço e agradável ao ouvinte. Confira 14 dicas para você cuidar da saúde da sua voz:

1. Invista na maçã
A fruta tem ação adstringente, ou seja, “limpa” a garganta, trazendo alívio e bem-estar.

2. Evite pigarros
Ao efetuar muitos pigarros com o objetivo de melhorar a secreção presente nas pregas vocais, o efeito é exatamente contrário. Por isso, para compensar a necessidade de tossir ou pigarrear forte, tente beber água ou deglutir algumas vezes.

3. Boceje
O lema é relaxar. Aproveite ao acordar para bocejar e espreguiçar, ações que podem diminuir a tensão da região do pescoço e dos ombros.

4. Evite o cigarro
Ele é um dos maiores vilões da voz – e da laringe. Causa irritação e pode provocar laringite.

5. Beba álcool com moderação
O álcool também irrita as vias respiratórias e altera a qualidade vocal. Com as pregas vocais “amortecidas”, não conseguimos controlar o esforço que utilizamos ao falar e podemos exagerar, causando um grande desgaste.

6. Evite café em excesso
Neste caso, os responsáveis são o teor de cafeína e a temperatura elevada do café. Eles desidratam as cordas vocais, assim como o cigarro, e provocam um aumento da acidez no estômago, causando refluxo e ardor na hora de falar.

7. Articule bem as palavras
Articular bem a boca ao conversar facilita a compreensão das outras pessoas e evita que você tenha que falar mais alto ou gritar para conversar.

8. Evite gritos e sussuros
Fale normalmente. Usar a voz em tom mais alto ou mais baixo que o habitual necessita um esforço maior, que pode provocar a formação de nódulos.

9. Preste atenção na sua respiração
Respirar pelo nariz é sempre mais saudável. Problemas respiratórios – a maioria de fundo alérgico – nos levam a respirar pela boca. Com isso, a garganta fica mais ressecada e fazemos um esforço maior para falar e respirar.

10. Tome bastante líquido
E prefira bebidas em temperatura ambiente. A hidratação é a chave para cuidar das pregas vocais. O ideal é ingerir uma média de dois litros de água por dia, ou um copo de água a cada duas horas.

11. Cuidado com a azia e má digestão
Tire do cardápio alimentos que causam azia e má-digestão. O motivo é o refluxo gástrico, que é ácido e pode irritar a garganta.

12. Evite levantar a voz
Procure não gritar, falar muito alto ou cantar durante muito tempo. Alterne períodos de descanso vocal com atividades nas quais você tem que falar muito.

13. Evite o ar condicionado
Evite ficar muito tempo em ambientes com ar condicionado. Ele compromete a respiração e resseca o aparelho fonador.

14. Modere na pimenta
Nada de muitos condimentos na comida. Pimenta e outros temperos podem deixar a comida mais saborosa, mas o exagero pode provocar irritações nas cordas vocais.

Esteja atento aos primeiros sintomas de alteração vocal, como cansaço, ardor ou dor ao falar, falhas na voz, mudança de tom, pigarro e rouquidão. No caso de problemas vocais, procure um fonoaudiólogo e um médico otorrinolaringologista.

×