Conheça cinco opções de atividades físicas ideais para idosos

Conheça cinco opções de atividades físicas ideais para idosos

Práticas de pouco impacto são as mais indicadas para quem está acima dos 60 anos.

O importante é saber que nunca é tarde para iniciar os exercícios de forma regular. Manter-se ativo na terceira idade diminui o risco de depressão, doenças do coração, osteoporose, diabetes e alguns tipos de câncer. Se exercitar também é uma oportunidade de ampliar os vínculos sociais e fazer amizades.

Evite atividades com grande impacto e muito vigorosas, com alta intensidade. Para esta faixa etária é importante exercícios que trabalham a coordenação motora e o equilíbrio, e que melhoram a força nos membros inferiores, para aumentar a independência do idoso e segurança nas atividades da vida diária. Vamos conhecer cinco atividades e seus benefícios:

 

 

  1. Dança

A dança ajuda a manter o condicionamento aeróbico, a força muscular e a flexibilidade, e melhora especialmente o equilíbrio corporal e a coordenação motora. Também permite ao idoso alcançar estados emocionais positivos.

 

  1. Alongamento

Exercícios de alongamento, por serem de fácil aplicação e aprendizagem, tornam-se uma opção simples e eficaz na melhora da capacidade funcional e qualidade de vida de idosos. Os alongamentos são recomendados para melhorar a flexibilidade, com benefícios na funcionalidade, equilíbrio e controle de dores de origem muscular.

 

  1. Caminhadas

As caminhadas ajudam a prevenir ataques e problemas do coração, controla a pressão arterial e reduz os níveis de colesterol. Além de tonificar os músculos e fortalecer os ossos, a caminhada diária aumenta a energia, controla o peso, melhora o sono e o bem-estar físico e mental.

 

  1. Atividades aquáticas

Exercícios como natação e hidroginástica, permitem a realização de movimentos sem impactar articulações e tendões. Além dos efeitos musculares, as atividades na água são benéficas para o sistema respiratório e cardiovascular, ajudando na recuperação de enfermidades. Também ajudam a aliviar o estresse e dão maior disposição para enfrentar as atividades do dia a dia.

 

  1. Musculação

Se realizada com supervisão, a musculação é o exercício com maior potencial de aumentar a força muscular e a massa óssea. Quando associada aos exercícios aeróbicos os benefícios são ainda maiores: melhora dos fatores de risco cardiovascular, controle de osteoporose, sarcopenia (condição médica que se refere à perda degenerativa da massa muscular esquelética e da coordenação) e risco de quedas, melhora da osteoartrite e de dores crônicas, efeitos na depressão, ansiedade e insônia. Também é notável a diminuição da mortalidade e de doenças.

 

Para que a prática de atividade física impacte de forma positiva na qualidade de vida do idoso é essencial o acompanhamento de um médico ou profissional da área.

Antes de iniciar o treinamento, os praticantes devem ser avaliados e receber orientações individualizadas quanto ao tipo, intensidade, frequência e duração dos exercícios. A melhor atividade física é aquela que atende às necessidades e às condições de saúde de cada pessoa. Assim, evitam-se desconfortos, dores e lesões.

×